Feeds:
Posts
Comentários

Archive for dezembro \06\UTC 2010

O Olhar da Favela

Foto: JR - Morro da Providência - RJ

 

Episódios como os que ocorreram no Rio de Janeiro recentemente levam uma grande parcela da população a reflexão, ora pela gravidade dos fatos que desdenharam uma grande quantidade de inocentes da comunidade, ora pela dimensão da raiz que assombra os problemas sociais na capital Fluminense. O processo de favelização na capital não é digno de escolha para aqueles que lá habitam, é, sobretudo um fator social de desigualdade no qual faz com que migrantes venham de outros municípios e/ou estados atrás de uma significativa melhora de vida na capital, não encontrando assim condições de se estabelecer em uma zona melhor, acabam se aglomerando  em aclives e declives de esperança. Já, em relação ao tráfico de drogas, todos estão cansados de saber a epistemologia dos fatores que envolvem as divergentes classes sociais, públicas e privadas.

Não quero aqui banalizar o assunto, tampouco fazer uma abordagem positivista sobre a realidade que decorre em todo o globo, mas sim levar os leitores para uma breve inflexão sobre a paz que moldamos através desse sistema ganha-perde.

O levante feito pela polícia militar do RJ em conjunto com as forças armadas demonstra a cristalização de uma máxima potência estatal, onde o sistema pode sim pender para o bem da comunidade que vive sob as diretrizes do tráfico, mas deve-se dizer que o cerne do problema se encontra justamente aí, como assegurar uma governança num estado politicamente dividido?

As ações voltadas para o planejamento de uma grande cidade gira, em linhas gerais, entre os interesses individuais de uma parcela privada e os interesses individuais de uma classe de políticos corruptos. Enquanto há cem podando os galhos do mal, há um tentando arrancá-lo pela raiz. A paz “estabelecida” para os moradores dessas comunidades, de certa forma é uma grande revolução para a polícia, mas cabe perguntar até quando essa paz irá reinar, até onde os olhos de uma criança que vivencia esta realidade irá acreditar em paz. Este sistema onde um sempre há de perder age como imperativo há muito tempo, a falta de benquerença dos governantes para as classes desfavorecidas faz com que hecatombes como essas ocorram, e a título de exemplo, sob o olhar do país todo que assiste as manchetes dos jornais e se deleitam como se estivessem assistindo um filme.

A transição para um sistema ganha-ganha requer muito esforço conjunto, mas um esforço benevolente, um esforço de atores que não estejam totalmente vendidos para o mercado capital. Dizer aqui qual seria o processo para essa transição seria muita preponderância e demagogia, mas

vale dizer que a direção foi moldada, as ações de transversalidade social estão já presentes nas comunidades através de ONG’s que lutam pela pacificação através da educação, da arte, da cultura, da música, dentre outros. A paz está gritando para estar presente em nossos dias, saibamos escutá-la e senti-la.

Gustavo G. Sanches

Anúncios

Read Full Post »